Pular para o conteúdo principal

Você está aqui

Atividades de agroecologia tem início em Ilha Grande

Enviado por George em seg, 30/07/2018 - 13:38

 

Retirado do site IPEMAR

 

Nessa última terça-feira, dia 10, foi realizada a primeira atividade do projeto de agroecologia nas vilas de Ilha Grande. A ação é fruto da união do IPEMAR – Instituto de Pesquisas Marinhas, Arquitetura e Recursos Renováveis e do Núcleo de Estudos em Agroecologia da Universidade Federal Fluminense (UFF – Polo Angra dos Reis). A iniciativa piloto acontece na Praia de Matariz e também conta com a parceria da Brigada Mirim.

O primeiro dia de trabalho teve início com uma conversa sobre produção de alimentos e agroecologia. Logo em seguida, os jovens já partiram para uma tarefa – a montagem de uma horta agroecológica. Os participantes nucleares são os bolsistas da Brigada Mirim, mas as práticas são livres e abertas a toda comunidade.

Quinzenalmente, acontecerão as atividades dirigidas, contando com apoio e monitoria da equipe da UFF. Além da horta, está previsto o plantio de um Sistema Agroflorestal (SAF). Associada às práticas de agroecologia, a ideia é abordar temas relacionados a educação ambiental e a história da agricultura na Ilha Grande.

A agricultura é parte fundamental do modo de vida caiçara. Atualmente, na Ilha Grande, o plantio é pontual entre poucos moradores. Em grande medida, esse cenário é resultado de políticas ambientais repressivas, que restringiram de forma determinante o cultivo da terra. Se a criação das unidades de conservação na Ilha Grande, a partir da década de 1970, desempenhou importante papel na preservação dos ambientes naturais, por outro lado, as ações dos órgãos ambientais obedeceram a critérios arbitrários, ignorando, em diversos momentos, a cultura local.

Essa iniciativa objetiva, portanto, incentivar a reflexão e a prática da agricultura em pequena escala nas vilas de Ilha Grande, conectando os jovens à terra e aos seus potenciais produtivos. No contexto atual de instituição de leis federais de flexibilização de usos de venenos na agricultura e de imposição de dificuldades a comercialização de orgânicos, pensar em ações como essa é um ato político dos mais necessários.

A próxima atividade está agendada para o dia 11 de agosto. Cotidianamente, a horta será cuidada pelos mirins de Matariz.

Conversa inicial sobre agroecologia e produção de alimentos

 

Preparando a terra

 

UFF, IPEMAR e Brigada Mirim juntos no plantio da horta

 

Bernardo, Vinicius e Ian

 

 

Visão geral da horta. O local foi cedido pela empresa Ebrapesca.

Premium Drupal Themes by Adaptivethemes