Pular para o conteúdo principal

Você está aqui

Capítulo de livro da Profª Soraia M. Vieira em co-autoria com Glaucio Soares e Natalia Maciel em A RELEVÂNCIA DA CIÊNCIA POLÍTICA: UMA CONTRIBUIÇÃO À OBRA DE OLAVO BRASIL DE LIMA Jr.

Link para o livro

http://www.senado.gov.br/senado/biblioteca/servicos/getSumario.asp?cod=7...

Ficha Técnica

  • Organizadores(es): ANTONIO LAVAREDA, GLÁUCIO ARY DILLON SOARES
  • Autor(es): ELI DINIZ, MARIA REGINA SOARES DE LIMA, RENATO BOSCHI, DAVID FLEISCHER , FÁTIMA ANASTASIA, MANOEL LEONARDO SANTOS, NATALIA MACIEL, SORAIA MARCELINO VIEIRA , OCTAVIO AMORIM NETO, FABIANO SANTOS, OLAVO BRASIL DE LIMA JÚNIOR
  • ISBN: 9788571064836
  • Idioma: Português
  • Edição: 1ª. Edição
  • Número de Páginas: 280
  • Ano de Edição: 2014
  • Formato: 16 X 23

Sinopse

O presente livro tenta traduzir a dimensão do patrimônio intelectual deixado por Olavo Brasil de Lima Júnior. O desafio dos autores que participam deste volume é ajudar a transmiti-lo às gerações presentes e futuras. Olavo foi um fértil e criativo pensador, tendo emprestado para o desenvolvimento da ciência política uma contribuição excepcional. Sua dedicação, inesgotável, muito colaborou para o fortalecimento da Pós-graduação no Brasil, através principalmente do IUPERJ – Instituto Universitário de Pesquisa do Rio de Janeiro, que produziu sob sua exigente orientação uma constelação de brilhantes pesquisadores.

 

Da apresentação de Antonio Lavareda e

Gláucio Ary Dillon Soares

 

OLAVO BRASIL 

Nas reuniões da ANPOCS vemos milhares de professores e alunos das Ciências Sociais caminhando, preparando ativamente suas intervenções, comentários ou até jogando conversa fora. Mesas, fóruns, conferências, tudo acontecendo dentro de um arcabouço institucional que é taken for granted. Mas essas instituições foram construídas, não apareceram do nada.

Olavo Brasil de Lima Júnior foi fundador e presidente da ANPOCS. Articulou, buscou apoio e recursos. Redigiu a ata de sua fundação, e foi seu primeiro secretário executivo. Colaborou na criação dos Grupos de Trabalho sobre partidos, comportamento eleitoral e problemas de institucionalização política. Em outubro de 1998, foi eleito presidente. Olavo também foi parte responsável pela criação da ABCP. No momento apropriado, junto com um pequeno grupo, chegou à conclusão de que a Ciência Política brasileira necessitava de uma associação própria. Cinco presidentes e dezessete anos mais tarde, a ABCP é uma instituição pujante, com raízes profundas, reconhecida. Essas foram, apenas, duas das instituições que Olavo Brasil ajudou a fundar e/ou a aperfeiçoar.

Poucos, hoje, usufruindo do que as associações profissionais como a ANPOCS e a ABCP oferecem, param para pensar que elas não caíram do céu: houve institution builders, construtores de instituições, que tornaram possível que eles estivessem ali, debatendo, apresentando, ensinando, aprendendo, namorando até. Olavo Brasil foi um grande construtor de instituições nas Ciências Políticas e Sociais no Brasil, talvez o maior deles.

 

 Gláucio Ary Dillon Soares

  • SUMÁRIO

     

    Apresentação......7

    Gláucio Soares / Antonio Lavareda

    Parte 1 – Contribuições de Olavo Brasil de Lima Júnior: textos inéditos......11

    Nota: sobre o projeto “reconfiguração do mundo público brasileiro: sistema político e reforma do Estado” ......13

    Maria Regina Soares de Lima – IESP/UERJ

    A política das reformas constitucionais: contexto, percepção das elites, resultados antecipados e atores......15

    Maria Regina Soares de Lima / Olavo Brasil de Lima Júnior

    As reformas administrativas no Brasil: modelos, sucessos e fracassos......41

    Olavo Brasil de Lima Júnior (Pesquisador visitante/IUPERJ)

    Reforma administrativa no Brasil dos anos 90: projeto e processo......69

    Eli Diniz – UFRJ / Renato Boschi – IESP-UERJ

    Parte 2 – Revisão e contribuições à obra de Olavo Brasil de Lima Júnior......121

    A reforma política no Brasil: uma história sem fim (1995-2011) ......123

    David Fleischer (Professor Emérito de Ciência Política na Universidade de Brasília)

    Sistemas partidários no Brasil: continuidade e mudança......149

    Fátima Anastasia (PUC/MINAS e CEL-DCP/UFMG) / Manoel Leonardo Santos (CEL-DCP/UFMG)

    Migrações partidárias na Câmara dos Deputados: crise ou estabilidade do sistema partidário brasileiro? ......189

    Natalia Maciel (IESP/UERJ) / Soraia Marcelino Vieira (IESP/UERJ) / Gláucio Ary Dillon Soares (IESP/UERJ)

    Declínio e recuperação? O Rio de Janeiro na Política Nacional, 1946-2010......227

    Octavio Amorim Neto (EBAPE/FGV) / Fabiano Santos (IESP/UERJ)

    A moldura das campanhas eleitorais brasileiras......247

    Antonio Lavareda / Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe)

     

     

  •  

 

Premium Drupal Themes by Adaptivethemes