Pular para o conteúdo principal

Você está aqui

Grupo de Pesquisa GDEN participa da SNCT

Enviado por George em qua, 11/11/2015 - 10:02

O Grupo de Pesquisa em Desastres Sócio-Naturais (GDEN) do Instituto de Educação de Angra dos Reis (IEAR/UFF), liderado pelos professores Anderson Sato e Paulo Leal, atuou em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia de Angra dos Reis durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT).

A SNCT é um evento anual e em 2015 ocorreu em 696 municípios do Brasil, entre os dias 19 e 25 de Outubro. Em Angra dos Reis, a SNCT contou com atividades em stands montados na praça Zumbi dos Palmares e também na Universidade Federal Fluminense. Além da Secretaria de Educação, responsável pela organização do evento, e da UFF, participaram do evento instituições como a Ampla, Brasfels, Senai, Defesa Civil Municipal, CEDERJ, entre outras.

O objetivo geral da realização da SNCT no município de Angra dos Reis é contribuir para o desenvolvimento social da região, através da popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação e da melhoria da educação científico-tecnológica.

O GDEN/UFF desenvolveu duas atividades com os alunos da Escola Municipal Dr. Lauro Travassos, do bairro Caputera. Na primeira atividade denominada “Experimentando o Ciclo da Água” os alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental vivenciaram os processos do ciclo da água, as alterações neste ciclo provocadas pela ação humana e seus impactos para a sociedade.

A segunda atividade “Bacia Escola: Educação para Redução de Desastres” foi voltada aos alunos do 4º e 5º anos que realizaram um trabalho de campo para compreender os processos hidrológicos em uma bacia hidrográfica e refletiram sobre os desastres sócio-ambientais provocados por chuvas extremas.

A realização destas atividades durante a SNCT também foi uma oportunidade de desenvolvimento de materiais didáticos e da prática de ensino pelos estudantes de graduação que estagiam no grupo de pesquisa. Os estudantes prepararam pluviômetros artesanais, encostas experimentais que simulam situações florestada e desmatada, além de uma maquete que representa uma bacia hidrográfica.

Foi consenso entre todos os professores, diretora e, principalmente, alunos da Escola Dr. Lauro Travassos que as atividades lúdicas ao ar livre foram instigantes para a curiosidade das crianças e também deixaram um saldo de grande aprendizado para todos os envolvidos.

Premium Drupal Themes by Adaptivethemes